PENG LAI BRASIL: 10 ANOS DISSEMINANDO O ENSINO DO KUNG FU TRADICIONAL NO BRASIL

Por Gil Rodrigues: Redator da Revista Folha Peng Lai, Diretor Cultural da Peng Lai Brasil. É professor de Tai Chi Chuan Estilo Chen, discípulo do Mestre Chen Ziqiang. Formado em Comunicação Social – Relações Públicas.

Como resumir em poucas palavras uma trajetória tão intensa e repleta, de descobertas e aprendizado sem exagerar e perder “a mão” no texto? Pois é, esse será o meu desafio aqui: contar a trajetória da Peng Lai Brasil dando ênfase para aquilo, que a meu ver, foram os acontecimentos mais relevantes e significativos.
Cabe deixar aqui registrado o poder de aproximação das artes marciais chinesas. André Azevedo, Basílio Leandro, Élen Natis, Marcio Ferreira e eu, iniciamos nossa caminhada no Kung Fu, na década de 90. André, Basílio e Élen na mesma escola, Marcio e eu em escolas diferentes. Costumeiramente nos encontrávamos em campeonatos e eventos. O que ninguém imaginou é que nossas vidas, por meio do nosso caminhar no Kung Fu, se tornariam tão próximas, dando espaço para uma grande amizade e irmandade que se estabeleceu entre nós.

Falar por meio de metáforas é um jeito chinês de expressar o conhecimento adquirido com a prática diária do viver. E eu, por gostar muito disso, ao escrever, me recordei do movimento dinâmico, que faz todos os rios desaguarem no mar. Um movimento lento, constante e presente na natureza. Essa é a imagem, essa é a metáfora que utilizarei para contar a história dos 10 anos da Peng Lai Brasil, pois é assim que enxergo cada um de nós. Somos como nascentes, que de filete em filete descem e correm sobre o vale se tornando igarapés e rios até se misturar ao vasto oceano.

A partir dessa imagem, um texto do Osho* , chamado “o rio e o oceano”, me vem à memória:
“Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano ele treme
de medo.
Olha para trás, para toda a jornada, os cumes, as montanhas,
o longo caminho sinuoso através das florestas, através dos
povoados, e vê à sua frente um oceano tão vasto que entrar
nele nada mais é do que desaparecer para sempre.
Mas não há outra maneira. O rio não pode voltar.
Ninguém pode voltar. Voltar é impossível na existência. Você
pode apenas ir em frente.
O rio precisa se arriscar e entrar no oceano.
E somente quando ele entra no oceano é que o medo
desaparece.
Porque apenas então o rio saberá que não se trata de
desaparecer no oceano, mas tornar-se oceano.
Por um lado é desaparecimento e por outro lado é
renascimento.
Assim somos nós.
Só podemos ir em frente e arriscar.
Coragem!!! Avance firme e torne-se Oceano!!!”

Lembro-me dos meus irmãos, André, Basílio, Élen e Marcio entusiasmados falando sobre a vinda do mestre Shī Zhèng Zhōng ao Brasil. Uma mistura de euforia com certa dose de medo. Como o texto do Osho diz, “somente quando ele entra no oceano é que o medo desaparece”, foi exatamente como aconteceu desde o primeiro contato com o mestre. A condição criada nos possibilitou ter contato com um dos maiores nomes do Kung Fu tradicional e poder acessar seu conhecimento, que de tão vasto nos permitiu superar o medo de entrar e nos tornarmos oceano.
Uma vez que nos entregamos ao oceano, nos encontramos com um caminho de desenvolvimento que estava em nossos destinos. Um caminho de aprofundamento e prática, vivendo a arte marcial como conduta do ser humano, um modo de estar na vida e, mais do que isso, uma missão de transmitir o patrimônio da cultura chinesa e assegurar a transmissão de algo que recebemos e que é muito especial para as outras gerações, honrando o legado da nossa família de treino.

Acreditamos muito na arte marcial como um instrumento de transformação que ajuda as pessoas a se desenvolverem e a conviverem de forma mais harmônica, pacífica e feliz e possam ir transformando o seu dia-a-dia e a sociedade em que vivemos. O nosso propósito é poder manter o ensino no Kung Fu tradicional vinculado aos aspectos da ética, da moral e ao aspecto educacional também.

Assim, o grande barato desses dez anos foi e está sendo possibilitar a tantos outros acessarem esse oceano, acessar e praticar o Kung Fu tradicional e ao fazerem isso, que possam ter experiências que sejam transformadoras para sua vida e também para suas famílias.

Ao longo desses anos, dez seminários internacionais foram realizados com a presença do mestre Shī Zhèng Zhōng e Kevin Brazier no Brasil; três visitas para intercambio foram feitas a Taiwan e China pela diretoria da Peng Lai Brasil; hoje temos mais de 80 instrutores formados em quatro edições do curso de formação Peng Lai Brasil; estamos estimulando o espírito competitivo de nossos alunos por meio do campeonato interno, que este ano chega à sua 5º edição; consolidamos nossa presença nos principais campeonatos regionais, estaduais, nacionais e internacionais e, além do destaque nas principais colocações, nos tornamos referência pela qualidade e competência técnica de nossos alunos.

Foi um período também em que novas unidades Peng Lai surgiram: Pirituba, São Caetano do Sul, Santo André-Centro, Lapa, Vila Nova Cachoeirinha e outros cantos foram desbravados, com uma nova unidade em Curitiba inaugurada recentemente.

Isso demonstra que “o caminho se faz caminhando”, como diria Paulo Freire, e ao caminhar convidamos muitos outros a caminharem conosco, cuidando do corpo, da mente e também do espírito.
E por falar em cuidado, nesse período também manifestamos nossa solidariedade e cuidado com o próximo: campanha de arrecadação de roupas no inverno, doação de sangue num período em que os hemocentros mais estão deficitários. Tão importante quanto a doação é poder fazer despertar em nossos alunos a atenção e respeito pelo próximo.

Pensei em colocar números nesse texto, mas depois voltei atrás e percebi que os números seriam insuficientes para materializar um sentimento que me alimenta e me faz querer estar presente: um sentido, ou melhor, senso de família que foi, pouco a pouco ganhando espaço, forma, força e cor, entre todos nós, Diretores, Professores, Instrutores e Alunos. Tenho certeza de que isso se torna cada vez mais intenso, quando olho para trás e vejo, o nosso mestre Shī Zhèng Zhōng e tudo o que ele representa – a tradição, o legado, o patrimônio – que a nós está sendo transmitido e que estamos disseminando para tantos outros. Olhando para isso, sinto em meu coração que valeu e vale muito a pena se entregar e se dedicar à tradição cultural chinesa, sobretudo ao mestre, à família e ao Kung Fu.

Estou certo de que muitos outros anos virão – talvez mais cinco, mais dez, trinta e por aí em diante – e reforço outro trecho do texto do Osho, que diz “só podemos ir em frente e arriscar” . É isso que estamos fazendo, desde o primeiro instante em que todos nós, por afinidade, nos colocamos a praticar a tradicional arte marcial chinesa – Kung Fu. Ir em frente sempre, mantendo a clareza do que queremos, sem esquecer-nos de onde viemos. Vida longa à Peng Lai Brasil!

Linha do tempo – principais acontecimentos:

– Fev/ 2017 – X Seminário Mestre Shi Zheng Zhong

– 2016/2017 – Formatura do IV Curso de Formação de Instrutores

– Dez/ 2016 – 4º Peng Lai Pela Vida/ Exame Avançado

– Nov/ 2016 – Peng Lai no Parque (Ibirapuera)/ Inauguração Unidade Curitiba

– Ago/ 2016 – Inauguração Unidade Cachoeirinha

– Jul/ 2016 – Segundo exame de Faixa Preta / Peng Lai no Parque Ibirapuera

– Mai/2016 – Treino especial das Mulheres

– Mar/2016 – Início do IV Curso de Formação de Instrutores/ Início das atividades Unidade Cachoeirinha

– Jan/2016 – Inauguração novo prédio – Unidade São Caetano

– Nov/2015 – IV Campeonato Interno Peng Lai Brasil

– Out/2015 – Inauguração Espaço Shaosheng – Unidade Santa Cecília

– Set/2015 – 2º Exame Avançado

– Mai/2015 – Inauguração Unidade Lapa/ Vl. Ipojuca

– Dez/2014 – 3º Peng Lai Pela Vida / Visita ao Templo Zulai

– Nov/2014 – Peng Lai no Parque / Inauguração Unidade Santo André Centro

– Out/2014 – Jornada 2014 Taiwan – China/ Treino especial das Crianças

– Jul/2014 – Peng Lai no Parque (Espaço Verde Chico Mendes São Caetano)

– Jun/2014 – Inauguração novo prédio – Unidade Pirituba

– Abr/2014 – Formatura do III Curso de Formação de Instrutores

– Mar/2014 – 8º Seminário Internacional Peng Lai Brasil Shifu Kevin Brazier / Treino Especial das Mulheres / Novo prédio – Unidade São Caetano

– Dez/2013 – 2º Peng Lai Pela Vida

– Nov/2013 –Peng Lai no Parque (Ibirapuera)

– Out/2013 – Treino Especial Dia das Crianças

– Ago/2013 – III Campeonato Interno Peng Lai Brasil

– Jun/2013 – Peng Lai No Parque (Pq. Regional das Crianças)

– Mai/2013 – 1º Exame de graduação Avançado / Inauguração novo Site Peng Lai Brasil

– Mar/2013 – Treino especial das Mulheres

– Dez/2012 – Peng Lai No Parque (Pq. Da Juventude) / 1º Peng Lai Pela Vida

– Nov/2012 – Visita Taiwan

– Out/2012 – Treino Especial dia das Crianças

– Ago/2012 – Comemoração dos 5 anos da Peng Lai Brasil  /8º Seminário Internacional Peng Lai Brasil Mestre Shi Zheng Zhong

– Out/2011 – 1º Peng Lai no Parque (Villa Lobos)/ 7º Seminário Internacional Peng Lai Brasil Shifu Kevin Brazier

– Set/2011 – Entrega da 1ª Campanha do Agasalho

– Ago/2011 – 2º Campeonato Interno Peng Lai Brasil

2010/2011 –  Formatura do II Curso de Formação de Instrutores

– Nov/2010 – 6º Seminário Internacional Peng Lai Brasil Shifu Kevin Brazier

– Mar/2010 – 5º Seminário Internacional Peng Lai Brasil Mestre Shi Zheng Zhong

– Set/2010 – 1º Campeonato Interno Peng Lai Brasil

Set/2009 – 4º Seminário Internacional Peng Lai Brasil Shifu Kevin Brazier

– Set/2008 – 3º Seminário Internacional Peng Lai Brasil Shifu Kevin Brazier

– Mar/2008 – 2º Seminário Internacional Peng Lai Brasil Mestre Shi Zheng Zhong

– 2007/2008 – Formatura do I Curso de Formação de Instrutores

– Fev/2007 – Fundação da Peng Lai Brasil/ 1º Seminário Internacional Peng Lai Brasil Mestre Shi Zheng Zhong