XIAO SI SHOU

Por Kevin Brazier – Diretor da Peng Lai EUA, Discípulo direto do Mestre Shi Zheng Zhong.

Quatro Mãos Pequenas

O mais antigo manual de Shaolin de luta de mãos nuas, A Referência Essencial da Metodologia do Pugilismo (Quan JIng Quan Fa Bei Yao) pergunta:

“Por que você se move diagonalmente enquanto usa passos de esquiva?”

“É para evitar aquilo que vem em linha reta na sua direção e escapar de quem lhe ataca.

Evitar seu ataque e voar na diagonal, quando sua força é díficil de parar.

Como você pode defender-se de um ataque direto sem esquivar?

Fique de lado e imediatamente vá em linha reta.

Ocupe o espaço dele até que ele se sofra uma queda.”

No Louva-a-Deus há uma forma chamada Quatro Mãos Pequenas que treina como atacar seu oponente e como escapar do ataque dele. Tudo depende da mão em gancho. Quando eu ensino esse método para os alunos, geralmente começando no primeiro dia de aula, eu uso a seguinte ordem:

1. Forma solo; Quatro Mãos Pequenas

2. Exercício de mãos em dupla

3. Forma em dupla; Quatro Mãos Pequenas

A Forma Solo

Aqui, Raquel demonstra a forma Quatro Mãos Pequenas . Os nomes dos quatro ataques devem ser falados em voz alta à medida que são executados. Por essa razão, o chinês é conciso, ou seja duas sílabas para cada técnica.

As quatro técnicas de ataque são:

  • Quan Chui – Soco em Gancho
  • Ji Tou – Ataque na cabeça
  • Ti – Chute
  • Da – Batida

Bao Zhou – Cotovelos dobrados

1. Xia Zha – Golpear embaixo

2. Gou Shou – Mão em gancho

3. Quan Chui – Soco em gancho

4. Ji Tou – Ataque na cabeça

5. Ti – Chute

6. Da – Golpe

7. Tun Zhang – Palma empurrando

8. Yan Zhou – Protegendo com o cotovelo

 

 

9. Xia Zha – Golpear embaixo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A última técnica é a mesma primeira. A partir do último movimento você pode continuar treinando sem fim. Tanto na forma solo, quanto na forma em dupla.

Gou Shou – Mão em Gancho

Para “… evitar aquilo que vem em linha reta na sua direção e escapar de quem lhe ataca…”. Enquanto ainda é possível defender-se você deve usar a mão em gancho.

Em nossas aulas nós começamos o treino em dupla como gou shou – a mão em gancho. Fácil de treinar e de entender. É ótimo para treinar pelo menos 100 vezes por aula com cada mão. Quandos ambos os estudantes são proficientes no exercício, leva apenas um pouco mais de 1 minuto para executar 100 repetições por mão.

1. Jared na esquerda e Alex na direita. Jared começa colocando sua palma no ombro de Alex.

Alex engancha no braço de Jared.

 

3. Veja como Alex gira sua cintura. Enquanto ele gira sua mão direita deve puxar para próximo da sua cintura. (não mostrado).

 

4. A mão de Alex dispara suavemente e bate de leve no ombro de Jared. Esta foi uma contagem para Alex. Serão 99 repetições a partir daí.

 

5. Jared agora repete a manobra enganchando no braço de Alex e puxando-a para sua cintura e alcançando seu ombro. A partir daí eles continuam indefinidamente.

Quatro Mãos Pequenas – A Forma em Dupla

Em minha última visita ao Brasil eu tive a oportunidade de visitar a Escola do Instrutor Jander durante a sua inauguração. Enquanto estive em sua escola tive a oportunidade de tirar algumas fotos. Nòs fotografamos a forma Quatro Mãos Pequenas . O arranjo da forma Quatro Mãos Pequenas é tal que quando começamos com o terceiro e quarto movimento da forma, chutar e socar. Essa é a investida de ataque. Uma técnica comum em muitos estilos de arte marcial.

A forma solo começa com xia zha – golpear embaixo, a defesa ao ataque de Jander, e contragolpeia com a sequência de soco em gancho e soco reto. Outro ataque comum a muitos estilos de arte marcial.

Há duas características dessa manobra único do Louva-a-Deus.

1. A confiabilidade da mão direita em gancho para executar o soco esquerdo em gancho.

2. O método interconectado de treinar sem pausa. Quanto mais você treinar essa movimentação, mas rápido você irá se mover.

Jander golpeia na minha cabeça desprotegida. Eu saio do seu alcance e com minha mão engancho em seu pulso.

Se ele recolher sua mão do soco, eu aproveito e utilizo esse recuo para auxiliar no meu avanço.

Jander desvia de meu soco em gancho e tenta empurrar sua palma em minhas costelas.

Eu não o deixo livrar seu pulso direito.

Minha mão direita soca em direção ao seu rosto.

Ele recua e defende.

Para continuar a movimentação eu devo chutar em direção à sua virilha e executar o mesmo ataque com o qual Jander iniciou a forma.

Na Escola de Jander. Esquerda para direita: Élen, Jander, Kevin (eu), André, e Márcio.

A partir desse ponto a forma pode continuar indefinidamente, dando aos alunos a capacidade de avaliar os detalhes sutis da técnica.

Na Escola de Jander. Esquerda para direita: Élen, Jander, Kevin (eu), André, e Márcio.

Vista externa da Escola de Jander – São Paulo/Brasil

O método iniciante do Boxe do Louva-a-Deus é uma excelente forma para os estudantes se familiarizarem com a velocidade adequada de treino, força e alvo das técnicas. A responsabilidade do Shifu é assegurar que os alunos usem máxima velocidade, força e treinem próximos o bastante. De forma que se um aluno estiver muito lento ele seja atingido.